quinta-feira, setembro 30

Devaneio

Se a vida fosse prosa, coitado de seu narrador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário