sexta-feira, outubro 29

Olhai o arranjo das letras do campo

    Olho pra dentro e mim vejo um mundo de possibilidades e infindaveis potenciais.Olho para o outro e vejo outro mundo completamente diferente do meu, vejo em cada um uma infinidade de possibilidades que me escaparam pelos dedos, que eu mesmo doei ao próximo de bom grado e de oportunidades que me foram escondidas, assim como lhe foram escondidas algumas.
    No fundo dos olhos é que se vê o pesar das decisões mal tomadas, dos dias e das noites de insonia, dos cigarros podres que se fumou, das conversas mal acabadas e das dores que passaram mas um osso quebrado nunca mais fica igual o original.
    Das bocas juntas se forma a espuma, das mãos espalmadas juntas a oração mas dos olhares que se cruzam nascem sentimentos, frases, amores, até mesmo faíscas. Dos olhos vem a compreensão do mundo do outro, dos ponto de vista do outro os olhos são o que mostram pro cérebro como é o mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário