quinta-feira, outubro 28

Por um triz

Lembro da brasa que me queimou,
Do ferro quente que me marcou
Da tatuagem deixada pela cicatriz,
Da vida que vivo, por um triz
Saudade do tempo que passou,
E acaba, do mesmo jeito que começou

Nenhum comentário:

Postar um comentário