domingo, janeiro 23

Em uma cidade qualquer.
Escrevo uma linha banal.
Fujo do mal me quer,
sem existir nenhum mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário