quarta-feira, março 16

Soneto da mudança

Antes eu era apenas um pequeno bebê
Fui desenvolvendo até vislumbrar que
Tudo acabava, vivia no dia a dia
Mudando pra uma coisa parecida

Enfim cheguei na minha juventude
Época da saúde, mansas crises
A criação das minhas diretrizes
Descoberta de minhas vicissitudes

Meia idade, meio do caminho
Ando me sentindo muito sozinho
E não sei para onde eu vou indo

Não sei como acabei virando velho
Só sei que um mundo de coisas passou
Então o fim dos tempos, por fim chegou

Nenhum comentário:

Postar um comentário