domingo, março 20

Vide verso vida.

Vou vendo, vasculhando vielas
Viciado em verdade,
Véu de vibrantes vislumbres.
Vou vago de vaidade,
Vertendo versos verborrágicos.
Vivendo à vontade,
Vinha, mas vinha velho.
Vagando vagarosamente
Viva vergonhosamente, mas
Viva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário