quinta-feira, junho 23

Aqui

Não importa aonde estou, 
sempre estive aqui. 
O mundo girou,
embaixo de mim

2 comentários:

  1. O mundo é uma roda viva. Viva, entendeu? Eu gostaria de entender algum dia por que um ser capaz de escrever coisas tão lindas como tu, parece esperar pela morte com certa urgência. É alguma doença, descrença ou profanação? Ou é um modo de tentar ser diferente do resto do mundo que te é tão entediante? Gosto de ti Pierrô, nem sei por que mas gosto e queria poder te ajudar de alguma forma. Eu não vejo flores em você, eu vejo dores. E isto me deixa triste, sei lá por que... Se precisar de um ombro amigo, conta comigo. Beijos de Colombina. Até amanhã, às 4 da manhã. Vou dormir porque dormir ajuda a esquecer e eu tô com a mente cansada demais agora.

    ResponderExcluir
  2. Tomara que ele sempre volte a encontrar-te

    ResponderExcluir