sábado, julho 16

Tome um agrado homem-cão.
Pare de latir.
Agora sorria,
e abane o rabo.
Deite, finge de morto.
Bom garoto.

Um comentário: