quinta-feira, maio 31

Ecce Homo

Termino de comer meu cup noodles.
Acendo um cigarro e bato as cinzas dentro do copo.
A garrafa de coca cola está vazia.
Um tímpano tampado com um fone de ouvido.
Meias e moletom pretos, camiseta e calça jeans azul.

Sou um clichê ambulante.
Eu sei. Eu sei.

A fumaça entra no meu olho.
Eu olho para a varandinha do apartamento:
Só vejo um pedaço do céu.
Todo o resto está tampado por prédios.
Fecho os olhos e não vejo nada.

Bato as cinzas no copo de novo.
Respiro fundo e limpo a garganta.
Olho para o pacote de queijo ralado.
Suspiro.

Ouço vozes em meu ouvido de pessoas que não estão aqui.
Ouço pessoas conversando vários andares abaixo.
Tiro o fone de ouvido.
Uma frase me vem a mente:
"Confuso
Demasiado confuso".

Um comentário: