terça-feira, julho 10

Cuco


                Me sinto como um relógio.
                Cheio de engrenagens autômatas
                Que giram incessantemente fazendo barulhos.

                Tic, estou bem.
                Tac, nem tanto.
               
                Todas as roldanas e rodas
                Trincam como meus dentes e rangem como meus ossos.
               
Tic.
Tac.
Tic.
Tac.

                Sou um relógio que não marca as horas.
                Não tenho baterias.
                Sem devoluções.
                Sem trocas.

                Quebrei, e não posso culpar o vendedor.
                Apenas...
                Tic tac
Tic tac
Tic tac
Tic tac para sempre.